Votação da MP do Mais Médicos é prioridade, diz líder do PT na Câmara

7 de outubro de 2013

Política



Votação da MP do Mais Médicos é prioridade, diz líder do PT na Câmara
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-07/votacao-da-mp-do-mais-medicos-e-prioridade-diz-lider-do-pt-na-camara
Oct 7th 2013, 19:25

Paulo Victor Chagas

Repórter da Agência Brasil
Brasília - Após reunião dos líderes da base aliada da Câmara com a presidenta Dilma Rousseff, o líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães (CE), disse que a votação da MP do Mais Médicos é a "prioridade das prioridades" e não deve ter obstrução para que seja votada amanhã (8). Segundo o líder, até o PMDB concordou com a posição de votar a medida provisória. "Todos expressaram para a presidenta que votaremos de qualquer jeito a MP amanhã. Ela é importante com ou sem obstrução. Nenhum tipo de questão pode interditar essa votação amanhã ", disse.
Na semana passada, o PMDB sinalizou com a possibilidade de obstruir a votação da MP do Mais Médicos para que a Câmara vote com celeridade a minirreforma eleitoral , votação que, por sua vez, estava sendo obstruída pelo PT e outros partidos.
A resolução do impasse, segundo o líder, foi um pedido da presidenta durante a reunião. "Foi feito um pedido da presidenta Dilma para que nós negociássemos politicamente ao extremo para votar. Ela fez um pedido para que nós déssemos ao país a aprovação da MP do Mais Médicos amanhã", revelou Guimarães.
Na última terça-feira (1º), a comissão especial que analisava a Medida Provisória (MP) 621, que criou o Programa Mais Médicos, aprovou o parecer do relator, deputado Rogério Carvalho (PT-SE). Após passar pelo plenário da Câmara, o texto vai para o Senado e deve ser votado até o dia 5 de novembro para que não perca a validade.
Segundo José Guimarães, os líderes pediram na reunião de hoje que os partidos deixem de obstruir o projeto da minirreforma eleitoral e atuem na sua rejeição. "Houve um apelo para que nós enfrentássemos esse debate de mérito denunciando a minirreforma eleitoral. Nós vamos reunir a bancada do PT e a prioridade amanhã é votar o Mais Médicos", disse.
De acordo com Guimarães, "o PT continuará se posicionando contrário à minirreforma eleitoral do Senado por achar que ela não é reforma política eleitoral nenhuma", e sim um "remendo". O líder disse que o partido vai insistir na tese do plebiscito, mas que deve reunir a bancada amanhã para que a posição contrária à minirreforma seja acertada. "Nada a favor da reforma [será discutido na reunião], mas sobretudo para priorizar em primeiro lugar votar o Mais Médicos e depois entra de novo esse defunto que querem ressuscitar que é a minirreforma eleitoral."
Além de Guimarães, reuniram-se com a presidente Dilma os ministros da Saúde, Alexandre Padilha, da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e os líderes do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP), do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), do PTB, Jovair Arantes (GO), do PRB, George Hilton (MG), do PTdoB, Rosinha da Adefal (AL), do PP, Eduardo da Fonte (PE) e os vice-líderes do PDT, Marcos Rogério (RO) e do PcdoB, Alice Portugal (BA).
Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Entrevista do líder do PT na Câmara

Política



Entrevista do líder do PT na Câmara
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2013-10-07/entrevista-do-lider-do-pt-na-camara
Oct 7th 2013, 19:20

Brasília - O líder do PT na Câmara, José Guimarães, fala com a imprensa após reunião dos Líderes da Base na Câmara dos DeputadosBrasília - O líder do PT na Câmara, José Guimarães, fala com a imprensa após reunião dos Líderes da Base na Câmara dos DeputadosBrasília - O líder do PT na Câmara, José Guimarães, fala com a imprensa após reunião dos Líderes da Base na Câmara dos Deputados



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Senadores têm até dezembro para apontar fontes de recursos para educação e segurança

Política



Senadores têm até dezembro para apontar fontes de recursos para educação e segurança
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-07/senadores-tem-ate-dezembro-para-apontar-fontes-de-recursos-para-educacao-e-seguranca
Oct 7th 2013, 14:45

Carolina Gonçalves e Karine Melo

Repórteres da Agência Brasil
Brasília – Duas comissões temporárias, recém-criadas no Senado, têm a tarefa de apontar quanto e como conseguir mais dinheiro para as áreas de educação e segurança. Cada grupo tem 90 dias para concluir as propostas. O prazo termina em dezembro.
Enquanto os parlamentares tentam assegurar novos recursos, o governo federal, apesar de reconhecer a prioridade, deverá alertar os senadores para a questão do fechamento das contas. A preocupação com propostas que exigem maiores investimentos da União, sem garantir uma fonte de financiamento concreta, é frequentemente lembrada por ministros como Ideli Salvatti (Relações Institucionais), Miriam Belchior (Planejamento) e Guido Mantega (Fazenda).
Na semana passada, a proposta do Plano Nacional de Educação (PNE), mantendo a reserva de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a área foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e aguarda análise da Comissão de Educação. O sucesso da votação foi possível, porque, este ano, os senadores já haviam aprovado uma regra fundamental para garantir os recursos: a proposta que destina 75% dos royalties do petróleo para a educação e 25% para a saúde, um incremento de quase R$ 100 bilhões no repasse para os dois setores.
O relator do PNE na Comissão de Educação, senador Álvaro Dias (PSDB-PR), adiantou que vai tentar fazer mudanças para aprimorar a proposta antes de enviar o projeto para o plenário, mas não detalhou se vai apontar novas fontes.
Na comissão temporária criada para tratar de projetos de educação, a presidenta, senadora Angela Portela (PT-ES), defendeu mais investimentos. "É preciso forte investimento na qualificação e formação dos professores da educação básica. Há uma nítida rejeição dos governos e prefeituras no pagamento do piso salarial nacional dos professores que têm que ter salário justo e digno, mas também preparo para estar na sala de aula melhorando a qualidade de educação do nosso país", disse.
O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), explicou que mais dinheiro "só será possível se novas fontes forem apontadas". "Na educação, o recurso que está previsto, como fonte nova, é o dos royalties. É muito difícil estados, municípios e União crescerem ainda mais o volume de investimentos em educação sem novas fontes. E acho muito difícil a sociedade brasileira aprovar qualquer tipo de novo tributo", avaliou.
Braga é um dos integrantes da outra comissão temporária que vai tratar de financiamento para a área de segurança. Apesar de reconhecer uma margem apertada de comprometimento extra dos recursos públicos, o líder acredita que tudo depende de vontade política.
"Tudo na democracia depende da prioridade que se estabelece. O povo foi para rua e disse que prioridade era educação e saúde. Rapidamente surgiu o Mais Médicos e estamos conseguindo dar resposta de 15% da receita líquida da União, que será aplicado na saúde. Há pelo menos 20 anos tenta-se fazer uma vinculação de receita da União para a saúde. Nós conseguimos fazer isso em três meses", citou.
A primeira reunião de trabalho da comissão temporária que vai tentar identificar novas fontes de financiamento para segurança pública está marcada para as 15h30 de amanhã (8). Os trabalhos da comissão especial de educação começam na próxima semana, dia 15. A expectativa é que esses primeiros encontros sirvam para a aprovação do plano de trabalho dos colegiados.
A assessoria da senadora Angela Portela explicou que o grupo terá que buscar respostas para questões como: quanto custará fazer uma revolução educacional, de onde virão esses recursos e como devem ser distribuídos e aplicados.

Edição: Carolina Pimentel
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Mesa da Câmara confirma troca de partido de 52 deputados

Política



Mesa da Câmara confirma troca de partido de 52 deputados
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-07/mesa-da-camara-confirma-troca-de-partido-de-52-deputados
Oct 7th 2013, 14:44

Ivan Richard

Repórter da Agência Brasil

Brasília – Até o momento, está confirmada a troca de partido de 52 deputados, conforme levantamento feito pela Agência Brasil, com base em informações da Secretaria-Geral da Mesa da Câmara e dos gabinetes dos parlamentares – terminou sábado (5) o prazo para que os que pretendem disputar as eleições de 2014 filiem-se a outras legendas. O Solidariedade, com 22 filiações, e o PROS, com 14, criados no último dia 24, foram os partidos que mais receberam parlamentares.
Dois senadores, ambos do Tocantins, trocaram de partido: Kátia Abreu deixou o PSD e migrou para o PMDB e Vicentinho Alves trocou o PR pelo Solidariedade. De acordo com o calendário eleitoral, agora os partidos têm até o próximo dia 14 para encaminhar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a relação de filiados.
Na Câmara, o PDT foi o partido que mais perdeu deputados, nove ao todo. Deixaram a legenda Miro Teixeira (RJ), Zé Silva (MG), Dr Jorge Silva (ES), Manato (ES), Salvador Zimbaldi (SP), Marcos Medrado (BA), Paulo Pereira da Silva (SP) Sebastião Bala Rocha (AP) e João Dado (SP).
No PMDB, seis deixaram a sigla: Arthur Maia (BA), Paulo Lustosa (CE), Genecias Noronha (CE), Benjamim Maranhão (PB), Luiz Pitiman (DF) e Wladimir Costa (PA). O PR também perdeu seis deputados: Lilian Sá (RJ), Maurício Trindade (BA) Vicente Arruda (CE), Henrique Oliveira (AM), Laercio Oliveira (SE) e Ronaldo Fonseca (DF).
O PSDB perdeu seis deputados: Luiz Nishimori (PR), Eduardo Gomes (TO), Dudimar Paxiuba (PA), Alexandre Toledo (AL), Urzeni Rocha e Walter Feldman (SP). No PSB, quatro deputados – Antonio Balhmann (CE), Ariosto Holanda (CE), Valtenir Pereira (MT) e Givaldo Carimbão (AL) – optaram por outro partido. No PSD, também houve quatro trocas de partido. Saíram Marcelo Aguiar (SP), Raul Lima (RR), Ademir Camilo (MG) e Armando Vergílio (GO).
Beto Mansur (SP), Luiz Argolo (BA) e Marcio Junqueira (RR) deixaram o PP, mas o partido recebeu quatro deputados oriundos de outras legendas. Saíram do PPS os deputados Simplício Araújo (MA), Augusto Carvalho (DF) e Almeida Lima (SE). Do DEM também saíram três deputados: Augusto Coutinho (PE), Betinho Rosado (RN) e Major Fábio (PB).
Oito partidos perderam um deputado: Domingos Dutra (MA) saiu do PT, Fernando Francischini (PR), do PEN, Aureo (RJ), do PRTB, Magda Mofatto (GO), do PTB, Vilalba (PE), do PRB, (Hugo Leal (RJ), do PSC, Alfredo Sirkis (RJ), do PV, e Dr. Grilo (MG), do PSL.
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Sessão solene do Congresso Nacional lembra os 60 anos da Petrobras

Política



Sessão solene do Congresso Nacional lembra os 60 anos da Petrobras
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2013-10-07/sessao-solene-do-congresso-nacional-lembra-os-60-anos-da-petrobras
Oct 7th 2013, 15:22





You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Chanceler brasileiro pede a embaixador canadense explicação sobre denúncia de espionagem

Política



Chanceler brasileiro pede a embaixador canadense explicação sobre denúncia de espionagem
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-07/chanceler-brasileiro-pede-embaixador-canadense-explicacao-sobre-denuncia-de-espionagem
Oct 7th 2013, 13:35

Renata Giraldi

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, convocou hoje (7) o embaixador do Canadá no Brasil, Jamal Khokhar, para prestar esclarecimentos sobre a denúncia de que comunicações eletrônicas e telefônicas do Ministério das Relações Exteriores foram espionadas pelo órgão de inteligência canadense. Em nota divulgada pelo Itamaraty, o ministro manifesta a "indignação" do governo brasileiro e classifica a ação de inaceitável e grave.
"O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, convocou hoje, 7 de outubro de 2013, o embaixador do Canadá em Brasília [Jamal Khokhar] para transmitir a indignação do governo brasileiro e requerer explicações sobre a notícia de que as comunicações eletrônicas e telefônicas do Ministério de Minas e Energia e de alto funcionário do Ministério das Relações Exteriores estariam sendo objeto de espionagem por órgão de inteligência canadense",diz o texto.
De acordo com a nota, Figueiredo classifica a ação de inaceitável e grave. "O chanceler brasileiro manifestou ao Embaixador canadense o repúdio do governo a essa grave e inaceitável violação da soberania nacional e dos direitos de pessoas e de empresas."
Na rede social Twitter, a presidenta Dilma Rousseff disse que as novas suspeitas confirmam "razões econômicas e estratégicas" dessas práticas. Conforme reportagem veiculada pelo programa de televisão Fantástico, da Rede Globo, a Agência Canadense de Segurança em Comunicação (Csec), na sigla em inglês) teria espionado telefonemas e e-mails do Ministério de Minas e Energia.
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Pronatec completa dois anos e terá investimento de R$ 14 bilhões até o fim de 2014

Política



Pronatec completa dois anos e terá investimento de R$ 14 bilhões até o fim de 2014
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-07/pronatec-completa-dois-anos-e-tera-investimento-de-r-14-bilhoes-ate-fim-de-2014
Oct 7th 2013, 08:39

Thais Leitão

Repórter da Agência Brasil
Brasília - Com a meta de matricular 8 milhões de alunos até o final de 2014, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) vai receber, até lá, investimento de R$ 14 bilhões. O programa foi criado em outubro de 2011 e mais de 4,6 milhões de alunos estão matriculados em algum curso ou já se formaram. O balanço foi feito hoje (7) pela presidenta Dilma Rousseff, durante o Café com a Presidenta, ao destacar os dois anos do Pronatec.
Ela lembrou que o Pronatec atua em três eixos: com ensino técnico para quem está cursando o ensino médio; na qualificação profissional para o jovem ou o adulto e cursos para as pessoas que estão no programa Brasil sem Miséria, de forma a contribuir para que consigam um trabalho mais bem remunerado.
"Estamos formando profissionais para encarar o mercado de trabalho que exige cada vez mais qualificação. E estamos formando pessoas que querem abrir ou ampliar o pequeno negócio. Um país só se desenvolve quando seus trabalhadores são capazes de ter um trabalho qualificado", disse ela, ao ressaltar que quase 70% dos alunos do Pronatec são jovens até 29 anos; 60% deles são mulheres; e um terço é do Nordeste.
A presidenta destacou que todos os cursos são gratuitos e os alunos recebem os livros, o uniforme e o material para usar nas aulas práticas, além de um auxílio para alimentação e transporte. Por meio de parcerias estratégicas com o Sistema S, são oferecidos cursos no Senai, na área da indústria; no Senac, na área do comércio; no Senar, na área da agricultura e no Senat, na área do transporte. Os cursos também são ministrados pelas universidades federais, pelos institutos tecnológicos federais e pelas escolas técnicas estaduais.
Entre os técnicos, de maior duração, os mais procurados são o de mecânica, eletrônica, eletrotécnica, técnico agrícola, movimentação de cargas e técnico em segurança do trabalho. Eles totalizaram 1,5 milhão de inscrições em dois anos. Já entre os de qualificação, a procura maior é pelas aulas de operador de computador, eletricista, instalador predial, costureiro, pintor, pedreiro e mecânico. Nessa modalidade, o Pronatec contabiliza 3,1 milhões de matrículas desde outubro de 2011.
A presidenta Dilma também enfatizou que o Pronatec reserva 1 milhão de vagas para os beneficiários do Brasil sem Miséria. Até agora, mais de 750 mil pessoas do programa se inscreveram nos cursos do Pronatec. Ao todo, cerca de 3,2 mil municípios contam com os cursos técnicos e de qualificação oferecidos por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Dilma diz no Twitter que texto do Marco Civil da Internet será enviado à ONU

Política



Dilma diz no Twitter que texto do Marco Civil da Internet será enviado à ONU
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-07/dilma-diz-no-twitter-que-texto-do-marco-civil-da-internet-sera-enviado-onu
Oct 7th 2013, 07:29

Renata Giraldi

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A presidenta Dilma Rousseff disse que assim que for aprovado pelos parlamentares, o projeto do Marco Civil da Internet no Brasil será enviado como proposta à Organização das Nações Unidas (ONU). A iniciativa foi divulgada ontem (6) pela presidenta na rede social Twitter. Ela se mostrou confiante na aprovação do projeto nas "próximas semanas".
No último dia 24, Dilma participou da abertura da 68ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York (Estados Unidos), em que criticou a espionagem de cidadãos e autoridades, como a promovida por agências norte-americanas, e defendeu a adoção de medidas que impeçam essas ações. Para ela, é essencial a criação de uma governança global para a internet.
"Nossa proposta para um marco civil internacional será enviada à ONU assim que nosso marco civil for aprovado. A votação do nosso projeto deve ocorrer nas próximas semanas. Enviei ao Congresso um novo Marco Civil da Internet, iniciativa que irá ampliar a proteção da privacidade dos brasileiros", disse a presidenta.
Dilma reiterou sua indignação com a espionagem de dados privados de brasileiros. "Denunciei o caso na ONU em defesa dos direitos humanos e de nossa soberania. Exigimos explicações e mudanças de comportamento por parte dos americanos", lembrou no Twitter.
A presidenta também se referiu ao livro The Shadow Factory: The Ultra-Secret NSA from 9/11 to the Eavesdropping on America, do jornalista James Bamford, sobre o sistema de espionagem norte-americano. Segundo Dilma, o livro mostra os métodos de espionagem da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (cuja sigla em inglês é NSA).
O livro é de 2008. "[O livro] mostra o que vem ocorrendo há mais tempo e o que apareceu agora: espionagem a cidadãos brasileiros [inclusive eu], companhias e ministérios", disse Dilma no Twitter. "Relata a terceirização desse serviço de inteligência, com a contratação de milhares de empresas e trabalhadores", acrescentou.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Dilma se solidariza com Cristina Kirchner em mensagem no Twitter

Política



Dilma se solidariza com Cristina Kirchner em mensagem no Twitter
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-07/dilma-se-solidariza-com-cristina-kirchner-em-mensagem-no-twitter
Oct 7th 2013, 06:42

Renata Giraldi

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A presidenta Dilma Rousseff usou a rede social Twitter para manifestar solidariedade à presidenta argentina Cristina Kirchner, que ficará um mês de repouso por recomendações médicas em decorrência de um traumatismo craniano. Dilma definiu Cristina como amiga do Brasil e sua amiga. "Minha solidariedade a CFK [Cristina Fernandes Kirchner], que está de repouso médico. CFK é amiga do Brasil e minha amiga", diz o texto postado ontem (6) no endereço https://twitter.com/dilmabr.
Cristina Kirchner ficará afastada em plena campanha para as eleições legislativas de 27 de outubro. Segundo comunicado oficial divulgado sábado (5), os médicos determinaram o afastamento da presidenta argentina por causa de um traumatismo craniano que ela sofreu no último dia 12 de agosto.
De acordo com o comunicado, a presidenta fez uma tomografia computadorizada do cérebro, que apresentou resultados normais. Mas ela se internou há dois dias na Fundación Favaloro (especializada em problemas cardiológicos) porque apresentava quadro de arritmia. Os médicos pediram uma avaliação neurológica ao Instituto de Neurociências e diagnosticaram uma "coleção subdural crônica (hematoma). Em 2012, ela retirou um tumor da tireoide.
Os 30 dias de repouso recomendados pelos médicos coincidem com a reta final da campanha para as eleições que vão renovar metade da Câmara dos Deputados e um terço do Senado. Atualmente, Cristina – que está na metade de seu segundo mandato – conta com maioria no Congresso. Nas primárias, realizadas em agosto passado, o kirchnerismo sofreu a pior derrota em dez anos – desde que Néstor Kirchner foi eleito presidente em 2003 e sucedido pela mulher, reeleita em 2011.
O kirchnerismo não tem candidato às eleições presidenciais de 2015. Nestor Kirchner morreu em 2010 e Cristina só tem direito a dois mandatos consecutivos. Por isso, as eleições legislativas são observadas, pelos analistas políticos, como a oportunidade para construir alianças políticas e testar as possibilidades de eventuais candidatos à Presidência da Argentina.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv



Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2016 © MAXX Internet - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o portal