Câmara deve continuar hoje a votação do novo Código de Processo Civil

26 de novembro de 2013

Política



Câmara deve continuar hoje a votação do novo Código de Processo Civil
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-26/camara-deve-continuar-hoje-votacao-do-novo-codigo-de-processo-civil
Nov 26th 2013, 20:05


Luciano Nascimento

Repórter da Agência Brasil
Brasília - A Câmara deve concluir hoje (26) a votação do novo Código de Processo Civil, (CPC), Projeto de Lei (PL) 8.046/10, após aprovar há três semanas, a primeira parte do CPC.
Pela proposta, as lideranças partidárias dividiram a votação em cinco blocos, com um relator cada. O texto-base, da parte geral, foi aprovado no dia 5 deste mês. Na noite de desta terça-feira, os deputados devem analisar as quatro partes restantes: processo de conhecimento e cumprimento da sentença, procedimentos especiais, execução e recursos.
De acordo com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), houve um acordo dos líderes partidários para que o projeto seja votado hoje, com os destaques apreciados amanhã (27), em outra sessão.
"Temos três projetos que lamentavelmente estão trancando a pauta. Então, estamos podendo votar apenas a matéria que talvez seja a mais importante na sua legislatura que é o novo Código de Processo Civil, e vamos dar início hoje a votação", disse Alves após a reunião com os líderes.
O presidente da Câmara se referiu aos projetos ao Projeto de Lei (PL) 2.126/11, o chamado Marco Civil da Internet, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 328/13, que destina multa adicional do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), nos casos de demissão sem justa causa, para o Programa Minha Casa, Minha Vida e ao PL 6.565/13, que autoriza o porte de arma aos agentes e guardas prisionais. Por tramitarem em regime de urgência constitucional, eles trancam automaticamente a pauta se não forem apreciados em até 45 dias.
O texto aprovado traz mudanças significativas ao processo de tramitação de ações civis na Justiça. Ele privilegia a conciliação e a mediação para resolver conflitos, por meio da criação de um corpo de conciliadores e mediadores que atuaria para tentar resolver os conflitos sem a necessidade do juiz. Somente os casos em que não houver solução seriam encaminhados para a parte processual propriamente dita.
Os processos também passam a correr por ordem cronológica, na medida em que forem chegando à vara ou tribunal. Atualmente não há regra e cabe ao juiz escolher qual processo julgar primeiro. O texto prevê ainda audiências simples por meio de videoconferência.
Entre os pontos polêmicos que serão analisados, na votação dos destaques, estão o pagamento dos honorários para advogados públicos e o regime de prisão do devedor de pensão alimentícia. O novo texto propões que a prisão do devedor passe do regime fechado, como é hoje, para semiaberto.
O regime somente seria fechado em caso de reincidência. O texto também garante que os presos por dívida de pensão devem ficar separados dos outros detentos. Caso seja impossível a separação, de acordo com o relatório, caberá prisão domiciliar. A proposta recebeu críticas da bancada feminina da Câmara.


Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/kdt/7qh3fv

Espalhe:

Comentário(s)



Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2016 © MAXX Internet - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o portal